Um ano sem anticoncepcional

18 de novembro de 2016. Esse foi o dia que decidi parar de tomar o anticoncepcional (ou pilula, como alguns chamam). De lá pra cá minha mente e meu corpo passaram por algumas mudanças. Mas antes disso, vou contar porque e como decidi por não tomar mais o comprimido diário.

Vamos lá!

Em um belo dia desses que a gente fica rolando o feed do Facebook, encontrei um grupo que falava sobre a vida sem hormônios, sem o uso de anticoncepcional. Eu já fazia uso do ac há mais de 4 anos e nem nunca havia questionado o uso dele. Simplesmente fui no ginecologista, pedi um remédio “fraco”, a médica me fez umas perguntas e me passou o nome do anticoncepcional que eu deveria usar. Eu saí do consultório e comprei o tal do ac. Confesso que ele melhorou bastante a cólica dos infernos que eu tinha, mas a TPM aumentou também, eu ficava que nem um cão quando tava prestes a menstruar, mas isso eu só percebi depois que parei de tomar.

Pois bem! Nesse grupo que eu caí tinham vários relatos de meninas que haviam parado de tomar a pílula porque tiveram trombose, porque não se adaptaram e outras que abandonaram pelo surgimento de alguns sintomas (que foi o meu caso). Dores de cabeça, estresse, queda na libido, uma depressão pré menstrual, tudo isso eu nunca nem havia sonhado que podia estar relacionado ao uso do anticoncepcional. A partir daí comecei a pesquisar sobre os efeitos do medicamento, os casos de trombose (que não são poucos) e várias outras coisas e cheguei a conclusão que não queria mais isso pra minha vida. Convenhamos, tomar uma dose de hormônio todo dia não é do mais saudável, né!? Querendo ou não é um medicamento que fica ali no seu organismo por muito tempo e altera algumas coisas que a gente nem percebe (só depois que para com ele).

Inicialmente eu disse que ficaria uns cinco meses sem usar o anticoncepcional e junto com essa decisão eu faria outras coisas, como praticar uma atividade física, por exemplo. Comecei a correr. Sem brincadeira, eu perdi 3 kg no primeiro mês (desinchei, né). Eu atribui isso ao fato de que com o remédio eu não tinha animo nenhum. Com esse stop eu fiquei mais disposta e conseguia correr (coisa que com o ac eu fazia morrendo). Meu ciclo sempre foi super regular mesmo antes do anticoncepcional e assim continuou. Só no primeiro mês que ficou meio desregulado porque eu parei a cartela no meio, mas foi super tranquilo essa questão.

Uma coisa que voltou a me perturbar foi a cólica que eu tinha antes do ac. Ela voltou com tudo e ela continua sempre no primeiro dia do ciclo, mas nada que um analgésico não resolva. Minha pele voltou com a oleosidade (na verdade nunca parou, mas com o ac era menos), então eu comprei uns sabonetes baratinhos e vida que segue.

Os pontos positivos: a libido voltou, a celulite diminuiu, minha disposição aumentou, as dores na perna eu já nem sinto mais na TPM e principalmente o estresse/deprê na TPM também diminuíram 90%. Hoje eu sei que fiz a escolha certa. Mas como eu me protejo? camisinha! Além de evitar gravidez, ela evita doenças. Usando corretamente não tem como ficar grávida!

Eu não me arrependo em nenhum momento da minha escolha e independente de qual for a sua, pesquise, reflita e, principalmente, conheça o que você está colocando em seu organismo, em seu corpo. Vamos nos cuidar!

Vou deixar abaixo os grupos e paginas que falam um pouco sobre esse mundo sem anticoncepcional/saúde feminina.

Adeus Hormônios: Contracepção não-hormonal

Vítimas de anticoncepcional. Unidas a favor da vida

Por: Bruna Pereira

Anúncios

Um comentário em “Um ano sem anticoncepcional

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: