Deixa eu te contar

9c952091a92f3deaf5235a2218a61b8f

Vem, cá. Isso chegue mais perto. Se aproxime de mim, deixa eu te contar uma coisa… Mas calma não se aproxima tanto! Você sabe que chegando tão perto assim eu fico desorientada. É que seu cheiro entra como se fosse uma dança pra mim. E é claro, me distrai. Num segundo quase esqueço o que tenho pra te contar. Na verdade ja tem tempo que eu venho reparando o quanto sua presença me causa paz, mas não antes de provocar uma confusão aqui dentro de mim. Sabe, é que primeiro meu coração acelera muito quando você se aproxima. Isso dura minutos. Depois ele vai se acalmando. Sabe quando você perde algo importante bate aquele desespero, mas que num minuto depois você vê que essa coisa está bem ali embaixo do seu nariz? Então, é exatamente isso que você provoca em mim. Um misto de euforia, e depois de calma. De alivio. Que bom que está aqui! Sabe que venho te procurando algum tempo. E olha, tava bem na minha frente! Pois é, sabe como sou. Quase nunca percebo a felicidade quando está tão próxima. Demorou, mas agora vejo que desde seu olhar ridículo de desdém que na verdade são lindos até seus dedos que realmente não são nada belos, me encantam. Da forma que você cuida, da forma que você ME CUIDA é admirável. Que boba eu ter demorado a perceber, mas ó, não conta pra ninguém, hein…

Por: Bruna Pereira.

Olá!

Criei esse blog para compartilhar meus textos, meus pensamentos, que na maioria da vezes estão tão tumultuados que preciso parar e da um toque nele “opa, fica quetinho aí cara”. A maneira que encontrei de organiza-los foi escrevendo. Então se você que visita meu blog e tem o interesse de tentar entender meus tumultos, fique a vontade para comentar! Ficarei muito feliz em saber do que estão achando. Sejam bem vindos!

bj,

Brubs.